As categorias invisíveis dos óscares que andamos a menosprezar (mas não devíamos)

Há um certo desapreço por algumas categorias dos óscares – a começar pela própria Academia, que as anuncia aceleradamente e sem afeto durante a cerimónia. Sabe a diferença entre mistura e edição de som? Compreende a relevância da cenografia? Já ponderou nos mistérios da caracterização? Entende a sensibilidade da fotografia de um filme? É aí e em categorias identicamente desconsideradas dos óscares que habitam tantos dos mistérios do ofício de construir um filme. Foi o que aprendemos a elaborar este trabalho que agora partilhamos consigo: fomos ter com profissionais destas áreas do cinema em Portugal e descobrimos os segredos e as astúcias da gente invisível em que raramente pensamos quando contemplamos um filme. Venha daí: é provável que fique a estimar ainda mais o cinema

Reportagem André de Atayde e Helena Bento Grafismo vídeo João Roberto Web Design Maria Romero

“O trabalho de um diretor de fotografia não é fazer imagens bonitas, é fazer imagens adequadas”

“Há um som certo para todas as coisas”

“As melhores coisas não se contam por palavras”

Que o espectador não se aperceba que está a ser levado

A subtileza das coisas complicadas